Ministro da Saúde diz que Brasil não atingiu pico de contaminações pela Ômicron 

Marcelo Queiroga reforçou que o enfrentamento à pandemia continua e pediu para a população completar o esquema vacinal

  • Por Jovem Pan
  • 06/02/2022 22h19
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO Ministro Marcelo Queiroga durante coletiva de imprensa Marcelo Queiroga disse que o pico de infecções pela Ômicron ainda não foi atingido

Marcelo Queiroga, o ministro da Saúde, usou sua conta no Twitter para alertar a população brasileira que o país ainda não atingiu o pico de contaminações pela variante Ômicron. No entendimento do responsável pela pasta, os brasileiros precisam continuar enfrentando a pandemia com seriedade. “Tivemos aumento de casos provocado pela Covid-19 e ainda não chegamos ao pico da onda causada pela Ômicron”, publicou Queiroga. “Monitoramos a pressão sobre o sistema de saúde, em especial a ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Há espaço para abertura de novos leitos e estamos apoiando os estados sempre que necessário. A atenção primária também tem sido reforçada”, acrescentou.

Além disso, Queiroga pediu para que a população complete o seu esquema vacinal contra a Covid-19 – de acordo com dados do Ministério da Saúde, 145.724.677 pessoas estão imunizados com duas doses, enquanto 50.738.398 já tomaram a dose de reforço. “Felizmente, alguns Estados já apresentam redução de casos e esperamos que nas próximas semanas essa queda se mantenha em todo o País. Se você ainda não tomou a segunda dose e a dose de reforço, não esqueça de completar seu esquema vacinal”, finalizou o ministro da Saúde, que postou uma foto ao lado de sua equipe.