Morre João Aguiar Alvarez, pecuarista e herdeiro do Bradesco

Além de atuar no conselho de administração da instituição fundada pelo avô, Alvarez era destaque como criador de gados da raça nelore

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2021 14h59
Reprodução / Facebook João Aguiar AlvarezAlvarez era natural de São Paulo e deixa mãe, irmãos, esposa e dois filhos

Faleceu nesta sexta-feira, 8, o pecuarista e um dos herdeiros do banco Bradesco, João Aguiar Alvarez, aos 60 anos. Natural de São Paulo, Alvarez era neto de Amador Aguiar, fundador da instituição, onde inciou a sua carreira em 1986. Foi eleito membro do conselho de administração do Bradesco em 1990, cargo que acumulou junto com o de diretor da Companhia de Comercial de Participações, uma das controladoras da entidade. “A Organização Bradesco, nesse momento de grande tristeza, manifesta os seus mais sinceros sentimentos aos familiares do senhor João Aguiar, a quem deixa consignadas suas homenagens póstumas, agradecendo-o pela dedicação, valores, ética e respeito demonstrados para com todos os que com ele conviveram profissionalmente ao longo desses quase 35 anos”, divulgou a instituição.

Além das atividades no banco fundado pelo seu avô, Alvarez também se destacava como pecuarista e criador de gado nelore. Agrônomo de formação, há mais de 30 anos ele era o responsável pela fazenda Valônia, em Lins, no interior de São Paulo, com especialização em investimentos na genética de alta qualidade. Alvaresz também era diretor da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB). A causa da morte não foi divulgada. João Aguiar Alvarez deixa mãe, três irmãos, esposa e um casal de filhos.