Pazuello recebe defensores de aplicação retal de ozônio contra Covid-19

A reunião aconteceu nesta segunda-feira (3); segundo o deputado federal Giovani Cherini (PL-RS), o ministro da Saúde também recebeu um projeto de pesquisa sobre a ozonioterapia

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2020 18h17 - Atualizado em 05/08/2020 18h23
Reprodução / Redes sociaisMinistro interino da Saúde ao lado de defensores da aplicação retal de ozônio

O ministro da Saúde interino, general Eduardo Pazuello, recebeu um grupo de defensores da aplicação de ozônio retal como um dos tratamentos contra a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. A prática ganhou destaque após o prefeito de Itajaí, em Santa Catarina, Volnei Morastoni, defender a aplicação do gás pelo ânus.

O encontro com Pazuello aconteceu na última segunda-feira (3), no Ministério da Saúde, em Brasília, e foi registrado nas redes sociais do deputado federal Giovani Cherini (PL-RS). “Importante destacar que, com o nosso apoio, alguns hospitais do RS já estão implantando a Ozonioterapia como opção de tratamento. Um deles é o do Hospital Vila Nova, de Porto Alegre”, diz o parlamentar no post. Acompanhado por médicos, enfermeiros e a presidente da Sociedade Brasileira de Ozonioterapia Médica (SOBOM), Maria Emília Serra, Cherini diz que o grupo apresentou, durante a reunião, o “projeto de tratamento da Ozonioterapia em pacientes com Covid-19, e também projeto de pesquisa que teve sinal verde por parte do Ministério”.

Durante transmissão ao vivo no Facebook nesta segunda, o prefeito de Itajaí disse que inscreveu o município na Conep (Comissão Nacional de Ética em Pesquisa), vinculada ao Ministério da Saúde, para integrar um protocolo de pesquisa sobre a ozonioterapia no tratamento da Covid-19. “Com isso, nós vamos ser autorizados a ter um laboratório de ozônio. Já estamos definindo o local e providenciando os aparelhos”, disse o prefeito. De acordo com Morastoni, maiores detalhes serão dados depois. “Além da ivermectina, da azitromicina, da cânfora, nós também vamos oferecer o ozônio. É uma aplicação simples, rápida, de dois minutos, com um cateter fininho e isso dá um resultado excelente”, disse. O paciente deverá fazer 10 sessões do tratamento.

OZONIOTERAPIA NA SAÚDE ! Nesta tarde, em Brasília, realizamos mais uma reunião com o Ministro da Saúde, Eduardo…

Posted by Giovani Cherini on Monday, August 3, 2020