Pelo menos quatro romeiros que seguiam para Aparecida morrem em acidentes na Via Dutra

Pessoas que caminhavam em acostamento, ciclista e homem que se abrigava sob caminhão estão entre vítimas fatais

  • Por Jovem Pan
  • 10/10/2021 12h59
Polícia Rodoviária Federal/ReproduçãoPelo menos quatro pessoas morreram em acidentes na Via Dutra desde o sábado

Pelo menos quatro pessoas que faziam romaria para Aparecida do Norte morreram entre a noite deste sábado, 9, e a manhã deste domingo, 10, na Rodovia Presidente Dutra, principal ponto de acesso à cidade do interior de São Paulo. A primeira vítima era um Policial Militar que estava no km 142 da pista, seguia no sentido Rio de Janeiro e foi atropelado na altura de São José dos Campos por volta das 22h22. Ele estava em um grupo de pessoas que tinha acabado de deixar a cidade em direção a Aparecida e foi atingido com outros dois colegas, ambos com ferimentos moderados que foram levados ao Pronto Socorro do Hospital da Vila. Além deles, outros dois ocupantes do carro que matou o policial se feriram e foram socorridos. A pista estava molhada na hora da ocorrência.

A segunda vítima fatal foi registrada pouco antes das 5h na cidade de Caçapava. Ele era um romeiro que tentava se abrigar da chuva sob um caminhão estacionado em um posto de serviços e foi atropelado pelo motorista, que deu partida sem perceber que a vítima estava no local. A terceira vítima era uma mulher atropelada por volta das 5h50 no km 121 da via, na altura da cidade de Caçapava. Ela foi atingida junto a outra mulher, que foi encaminhada em estado grave para o Hospital Regional de Taubaté. As duas faziam parte de um grupo de romaria que tinha saído de São Paulo para Aparecida. Na manhã deste domingo, 10, a quarta vítima, um ciclista atropelado no km 96 da rodovia, na altura da cidade de Pindamonhangaba, foi registrada pela Polícia Rodoviária Federal. Além dele, outras três pessoas que caminhavam no acostamento ficaram feridas no acidente e precisaram ser socorridas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar.

A Jovem Pan entrou em contato com a Nova Dutra, que administra parte da rodovia, para saber mais detalhes sobre os casos. Segundo eles, a concessionária foi acionada para atender seis atropelamentos entre a noite do sábado e a manhã deste domingo. Além dos quatro mortos, a concessionária computou seis vítimas moderadas e cinco vítimas leves no acidentes. Entre o dia 1º de outubro e este domingo, 18 atropelamentos foram registrados na estrada. “A CCR NovaDutra desaconselha totalmente a prática de caminhadas ao longo da rodovia por esporte ou fé. O tráfego da Via Dutra é intenso, composto em grande parte por veículos comerciais. Existe alto risco de atropelamento de pedestres no acostamento e o fato de muitas pessoas caminharem juntas desperta a curiosidade dos motoristas, que podem frear bruscamente causando colisões traseiras”, potuou trecho da nota, aconselhando a Rota da Luz como o caminho oficial até a Basílica de Aparecida. O Corpo de Bombeiros não soube informar detalhes de qualquer uma das ocorrências.