PF conclui que não houve edição em áudio de conversa entre Temer e Joesley

  • Por Jovem Pan
  • 23/06/2017 21h00
Brasília- DF 22-09-2016 Presidente Temer, governador de pernanbuco, Paulo Câmara e ministro da educação, Mendonça Filho, durante Cerimônia de Lançamento do Novo Ensino Médio Palácio do Planalto. Foto Lula Marques/Agência PTMichel Temer - Agência PT

A Polícia Federal finalizou o laudo das gravações entre o presidente Michel Temer e o dono da JBS, Joesley Batista, com a conclusão de que não houve edição. O resultado revela que não teve uma manipulação nos áudios divulgados pelo empresário.

Foram encontrados variações no sinal da gravação que representam problemas técnicos, mas não a alteração ou modificação do material. De acordo com o documento, o diálogo entre o presidente e o empresário apresentam lógica e coerência.

O parecer final vai ser enviado na próxima segunda-feira (26) ao Supremo Tribunal Federal e anexado ao inquérito, que já recebeu da PF um relatório parcial, que indicava evidências “com vigor” de que Temer e o ex-assessor Rocha Loures cometeram crime de corrupção passiva.