PF faz operação contra hackers que atacaram site do TSE em junho

De acordo com as investigações, invasores modificaram a página do Tribunal, mas não foram identificados elementos que possam ter prejudicado a segurança do sistema eleitoral

  • Por Jovem Pan
  • 24/08/2021 14h00
Agência Brasil/ArquivoPolícia Federal cumpriu cinco mandados de busca e apreensão em SP

A Polícia Federal realizou nesta terça-feira, 24, uma operação contra hackers que atacaram o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em junho deste ano. A ação, batizada de Script Kiddie, cumpriu cinco mandatos de busca e apreensão, um de prisão preventiva e dois mandados de prisão temporária em São Paulo e Araçatuba. A investigação foi aberta a pedido do presidente do TSE, Luís Roberto Barroso. Segundo a PF, os hackers modificaram a página do Tribunal na internet, mas não foram identificados elementos que possam ter prejudicado a segurança do sistema eleitoral. Os agentes encontraram R$ 22,5 mil em dinheiro com um dos investigados, além de uma arma de fogo ilegal, documentos e mídia eletrônica de interesse para a investigação. Os hackers podem responder por invasão de dispositivo informático e associação criminosa. A operação foi batizada de Script Kiddie em referência a hackers iniciantes que fazem uso de métodos, ferramentas e scripts desenvolvidos por invasores mais experientes.