Piloto de helicóptero é rendido e entra em briga corporal durante voo no RJ; veja vídeo

Bandidos conseguiram fugir e polícia investiga o caso

  • Por Jovem Pan
  • 20/09/2021 12h39 - Atualizado em 20/09/2021 17h03
Reprodução/Twitter/@rmotta2Vídeo que circula na internet mostra momento em que o helicóptero parece que vai cair, ao sobrevor uma unidade da PM

Na tarde do último domingo, 19, o piloto de helicóptero Adônis Lopes foi rendido por dois criminosos armados durante um voo que fazia do Rio de Janeiro para Angra dos Reis. Adônis, que é policial civil aposentado, chegou a entrar em uma briga corporal com os bandidos durante o voo para tentar impedir o sequestro da aeronave. Segundo informações da Polícia Civil do Rio (PCRJ), os bandidos mandaram o piloto sair do trajeto inicial combinado na contratação do voo particular e levá-los para o presídio de Bangu. Na internet, circula um vídeo do momento em que a aeronave parece estar descontrolada, ao sobrevoar uma unidade da Polícia Militar (PM).

De acordo com a PCRJ, na manhã do domingo, dois passageiros contrataram um voo particular para Angra dos Reis com retorno previsto para esta segunda-feira, 20. No final da tarde, informaram que retornariam ao Rio ainda no domingo. O piloto da aeronave não estava se sentindo bem e pediu ajuda a Adônis, para ser substituído. Logo após a decolagem ele foi rendido e avisado que deveria ir para o presídio de Bangu. Ainda segundo a corporação, o piloto realizou uma manobra para pousar em um batalhão da Polícia Militar. Ao perceberem a ação dele, os criminosos agarraram o piloto, que entrou em luta corporal com eles.

A briga só chegou ao fim após os bandidos perceberem que o helicóptero poderia cair. Eles deixaram o piloto retomar o controle do helicóptero e desistiram do plano de ir ao presídio de Bangu. Os criminosos, então, mandaram ele seguir para Niterói, onde pularam do helicóptero em uma área de mata. Em seguida, Adônis se dirigiu para o Grupamento de Aeromóvel da Polícia Militar, também em Niterói, onde pousou. Veja o vídeo que mostra o momento em que a aeronave ficou descontrolada, pouco antes do piloto retomar o controle, ao sobrevoar a unidade policial:

Nas redes sociais, um internauta identificado como Roberto Motta, que se diz amigo de Adônis, compartilhou o vídeo e falou sobre o ocorrido, exaltando a capacidade técnica e coragem do piloto. Ele ainda fala que o objetivo da ação dos bandidos era resgatar um terceiro criminoso do presídio. “Tentaram sequestrar um helicóptero em Angra pra resgatar um bandido em Bangu. O piloto, que estava com a arma na cabeça, era o Adônis, o melhor piloto de helicóptero policial do mundo e meu amigo”, escreveu Motta. E continuou a narração: “Ele fingiu que ia derrubar o helicóptero em cima do 14º Batalhão e acionou o sistema de aeronave sequestrada (…) Meu amigo Adônis está bem. É uma lenda do Rio de Janeiro. São homens como Adônis que nos protegem do caos absoluto. A eles, aos policiais do Rio de Janeiro, toda a honra”, finalizou.

Após o piloto pousar a aeronave em segurança, buscas policiais foram realizadas na região para tentar localizar a dupla de criminosos, mas até o momento ninguém foi encontrado. A polícia civil informou que caso foi registrado na Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco), onde será investigado para identificar e prender os bandidos, além de esclarecer todos os fatos. Até a publicação dessa reportagem, a Jovem Pan não conseguiu contato com o piloto.