Polícia procura criminosos que explodiram agência bancária e causaram pânico em Botucatu

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, até o momento, foram apreendidos fuzis, veículos, dinheiro e munições, que estão sendo contabilizados e periciados

  • Por Jovem Pan
  • 30/07/2020 12h46
ReproduçãoOs bandidos chegaram à cidade em vários veículos e atacaram, em ação orquestrada, diversas agências bancárias na região central

As polícias Civil e Militar realizam buscas para localizar cerca de 30 criminosos que explodiram uma agência bancária, na noite de quarta-feira (29), em Botucatu, interior de São Paulo. O ataque começou por volta das 23h30 e se estendeu por três horas. Durante a intervenção da polícia ontem à noite houve muitos tiros. Dois policiais ficaram feridos e foram levados ao Hospital da Unesp, onde continuam internados. A ação durou pelo menos três horas. Os bandidos chegaram à cidade em vários veículos e atacaram, em ação orquestrada, diversas agências bancárias na região central. Eles usaram explosivos para invadir os imóveis, mas a polícia ainda não sabe se algum dinheiro foi levado. Um vídeo registrado por moradores mostra o momento de uma destas explosões. Policiais militares da área trocaram tiros com a quadrilha. Agentes do GOE, o Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil, e PMs da ROTA foram acionados e seguiram para a cidade.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, até o momento, foram apreendidos fuzis, veículos, dinheiro e munições, que estão sendo contabilizados e periciados. Um criminoso trocou tiros com policiais militares na manhã de hoje (30) e foi detido. Com ele, os policiais militares apreenderam um fuzil e um colete. Os bandidos agiram coordenadamente para atacar três agências na região central da cidade. Em outras duas agências foram encontrados explosivos não detonados. O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) foi acionado e auxilia nas buscas, assim como o Helicóptero Águia. A ocorrência está em andamento pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) do município.

Para dificultar o acesso de reforços policiais à região, os criminosos incendiaram, na madrugada, uma carreta na altura do quilômetro 264 da rodovia Marechal Rondon. Equipes do Corpo de Bombeiros controlaram as chamas. Moradores relataram intenso tiroteio em vários pontos da cidade, e o barulho dos disparos durou mais de duas horas. Algumas pessoas foram feitas reféns, mas não há informações sobre feridos além dos dois policiais.

A página da Prefeitura de Botucatu no Facebook publicou um comunicado orientando que moradores fiquem trancados em suas casas. Na nota, a administração afirma acreditar que um dos motivos para os ataques seria retaliação à incineração de cerca de 600 quilos de drogas coordenada pela Delegacia Seccional de Polícia de Botucatu durante esta quarta-feira.

*Com Agência Brasil