Prefeitura de São Paulo anuncia fim do rodízio nas escolas a partir de 25 de outubro

Estabelecimentos de ensino vinham recebendo apenas 35% dos estudantes diariamente

  • Por Jovem Pan
  • 14/10/2021 18h40
DIRCEU PORTUGAL/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOCidade de São Paulo já tinha escolas de ensino infantil recebendo 100% das crianças

As escolas municipais de São Paulo voltarão a receber todos os estudantes cotidianamente a partir do próximo dia 25 de outubro. Como precaução contra o coronavírus, os alunos estão comparecendo aos estabelecimentos de ensino em dias alternados, num esquema de rodízio. Agora, as unidades voltarão a receber 100% dos jovens sem necessidade de distanciamento social. Contudo, a participação nas aulas segue facultativa às famílias e existe a possibilidade dos pais ou responsáveis assinarem termo de responsabilidade, se garantirem comprometimento para a retirada das atividades e participação nas aulas remotas. “Desde o início nós seguimos as orientações da saúde e da vigilância sanitária, tanto para o fechamento quanto reabertura das escolas. Neste momento, a área da Saúde diz que todos os alunos podem ser atendidos todos os dias”, disse o secretário municipal de educação, Fernando Padula.

Na rede municipal paulistana, as escolas reabriram para aulas presenciais em 15 de fevereiro, com limite de capacidade de até 35% dos estudantes, em formato de rodízio. Nas unidades destinadas à educação infantil,  também havia o limite de até 35%, porém sem rodízio. Em 17 de março, a secretaria municipal decidiu adiantar as férias de julho por conta da piora na situação da pandemia na cidade. As atividades foram retomadas em 12 de abril, ainda com até 35% dos estudantes, em formato de rodízio. Em 8 de setembro, os Centros de Educação Infantil retomaram o atendimento de 100% das crianças, sem rodízio, também sem a obrigatoriedade de presença.