Pulseirinha Nada Noronha tem nada a ver com a polêmica da ilha

De cor única, ela é para todos e não diferencia consumidores

  • Por Jovem Pan
  • 27/08/2021 08h00
Divulgação/Nada NoronhaPulseirinha criada pela empresa netPDV é usada em Fernando de Noronha desde dezembro de 2018

A questão das pulseiras de cores diferentes que faziam parte de uma ideia da administração de Fernando de Noronha para pagamentos eletrônicos na ilha causou uma confusão injusta. A proposta polêmica foi idealizada pelo grupo Meep, que depois voltou atrás sobre a diferenciação das cores. Acontece que existia um projeto anterior de pagamento eletrônico que já operava em Noronha, mas que acabou confundido com uma ideia considerada classista de separar os turistas por faixas de gastos. A pulseirinha Nada Noronha tem uma cor só e não faz diferenciação alguma entre os consumidores. A iniciativa da netPDV, líder em cashless (pagamento por aproximação e feito por meio de dispositivos como pulseiras, celulares e cartões) no setor de entretenimento da América Latina, em parceria com a Visa, abriu operação em dezembro de 2018, usando a virada do ano com projeto piloto e atendendo cerca de 200 pessoas com sucesso. Em março de 2019, abarcou moradores e público em geral, sem nenhuma diferenciação entre os consumidores. 

A escolha de Fernando de Noronha para a netPDV implementar o Nada Noronha não foi à toa. A baixa infraestrutura de internet e a escassez de bancos e caixas eletrônicos na ilha ocasionam uma redução drástica do consumo. A implantação do cashless tirou a dependência de internet e sinal 3G das operadoras de celular para as transações. No entanto, no período de pandemia, o funcionamento do Nada foi interrompido por tempo indeterminado. A promessa é que a bem sucedida iniciativa volte a operar em breve em Fernando de Noronha. A netPDV tem investido em tecnologia, com a implementação de novas soluções, ferramentas e plataformas atualizadas. Em expansão global, a empresa tem braços no México e em Portugal. 

A companhia especializada em transações digitais já desenvolveu tecnologias para grandes eventos como Lollapalooza, Oktoberfest de Blumenau e de São Paulo, Olimpíadas 2016, Rock in Rio e Rock in Rio Lisboa, Ultra Music México, Web Summit Lisboa, Estádio da Luz (do clube português de futebol Benfica), Allianz Parque, Neo Química Arena e muitos outros grandes eventos pelo Brasil e pelo mundo. Para conhecer mais sobre o projeto, acesse o site AQUI e o Instagram AQUI.