Quarta dose da vacina contra Covid-19 será autorizada para pessoas acima de 50 anos, anuncia Queiroga

País aplica segunda dose de reforço em pessoas com mais de 60 anos desde o mês passado; ampliação ocorre em meio a alta de casos

  • Por Jovem Pan
  • 02/06/2022 14h13 - Atualizado em 02/06/2022 15h03
EVANDRO LEAL/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO Profissional da saúde aplica vacina em pessoa Quarta dose será aplicada em pessoas com mais de 50 anos

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta quinta-feira, 2, que a quarta dose da vacina contra a Covid-19 será autorizada para pessoas acima de 50 anos. “A segunda dose de reforço já está autorizada para 60 anos, e vamos ampliar para 50 anos. Nós temos vacina. O governo federal se preparou para isso”, declarou em evento do Ministério da Saúde, em Brasília. A quarta dose do imunizante já é aplicada em pessoas com mais de 60 anos, além de imunossuprimidos, desde 18 de maio. A ampliação vem em um momento de nova alta de casos de Covid-19 no país. Uma nota técnica com mais detalhes sobre o assunto ainda será publicada pela pasta.

Na semana passada, o Ministério da Saúde anunciou a terceira dose da vacina para adolescentes entre 12 e 17 anos. Esse grupo deve receber a dose de reforço quatro meses depois da aplicação da segunda dose. O imunizante mais recomendado pela pasta, neste caso, é o da Pfizer. Em caso de falta, a aplicação da CoronaVac também está liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para esta faixa etária. Para os adolescentes imunossuprimidos é obrigatório o uso da Pfizer.