Rio fará mutirão de imunização no sábado e permitirá até ‘sommeliers’ de vacina

Expectativa da prefeitura é completar a imunização com a primeira dose e aplicar 80 mil segundas doses

  • Por Jovem Pan
  • 24/09/2021 18h08 - Atualizado em 24/09/2021 19h28
FERNANDO SILVA /FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDORio deve montar postos de vacinação no transporte público em outubro

A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou nesta sexta-feira, 24, que fará um grande mutirão de vacinação contra a Covid-19 neste sábado, 25, com a intenção de chegar a 100% das pessoas acima de 12 anos com ao menos uma dose recebida, e aplicar ao menos 80 mil segundas doses. Será liberado até mesmo escolher o tipo de imunizante a ser recebido: Coronavac, Pfizer ou Astrazeneca. De acordo com o secretário de saúde do município, Daniel Soranz, a prefeitura conta com estoque dos imunizantes, por isso, os ‘sommeliers de vacina’ poderão optar por qual receberão. “Excepcionalmente, o usuário poderá escolher qualquer uma das vacinas”, afirmou Soranz.

O Rio já tem a vacinação bastante avançada: cerca de 96,9% da população acima de 12 anos da cidade recebeu ao menos uma dose. O calendário da primeira dose termina nesta sexta, com a imunização de adolescentes de 12 e 13 anos. Habitantes de outros municípios também puderam se vacinar na capital carioca, que não exigia comprovante de residência para aplicar as doses. Segundo Soranz, em outubro serão instalados postos de vacinação em estações de metrô, pontos de ônibus e BRT para buscar pessoas que eventualmente não tenham recebido a primeira dose na data adequada.

Em entrevista coletiva para apresentar o boletim epidemiológico semanal da cidade, o secretário ressaltou que outras medidas para evitar a disseminação do coronavírus ainda são necessárias. “É muito importante que as pessoas saibam que ainda tem transmissão, que ainda é necessário usar máscara, se proteger, evitar exposições desnecessárias”, disse. Soranz também afirmou que o Rio tem o melhor momento desde o início da pandemia, com indicadores em queda. Nesta quarta, 22, última atualização disponível no painel da prefeitura, a média móvel de mortes nos últimos sete dias ficou em dois. No mesmo dia, a média móvel de casos confirmados foi de 41.