Rio volta a atingir mais de mil casos de Covid-19; número não era registrado desde setembro

Em 20 dias, capital fluminense teve aumento de 6.777% de casos; Apesar do crescimento, ocorrências graves continuam em queda e óbitos estáveis; cidade tem 80,9% da população vacinada contra o coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 06/01/2022 13h17 - Atualizado em 06/01/2022 13h26
MÁRCIO PANNUNZIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO Máscara no chão Máscara de proteção contra a Covid-19 no chão

A cidade do Rio de Janeiro enfrenta uma alta disparada no número de casos de Covid-19 desde o dia 23 de dezembro do ano passado, quando foram registrados 202 casos, que continuaram a crescer com o passar dos dias. Em meio à chegada da variante Ômicron no país, a capital fluminense saiu de apenas 18 casos confirmados de infecções pelo novo coronavírus em 12 de dezembro de 2021 e chegou a 269 no dia 25, uma elevação de mais de 2.141%. Em seguida, no dia 1º de janeiro de 2022, a cidade registrou 1.238 casos de Covid-19, alta de mais 360% entre Natal e Réveillon. Considerando a diferença entre os dias 12 de dezembro e 1º de janeiro, alta foi de mais de 6.777%. Nesta primeira semana do ano, as confirmações diárias foram reduzindo gradativamente, mas não voltou ao patamar anterior, chegando a 277 casos da infecção no último dia 4. O Rio não ultrapassa os mil casos diários desde 1º de setembro, quando registrou 1.189 pessoas com Covid-19. As informações são do Painel Rio Covid-19, da prefeitura da cidade.

Apesar dos números alarmantes, a quantidade de casos continuam em queda e mortes em uma estabilização baixa. No dia 12 de dezembro, foram registrados 4 casos graves da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1 morte; em 25 de dezembro nenhum caso grave ou morte foi registrado. E em 1º de janeiro foram 4 casos graves e, novamente, nenhuma morte. A última morte registrado por Covid-19 na capital fluminense ocorreu no último dia 30 de dezembro. A cidade tem 80,9% da população total vacinada com duas doses ou dose única contra o coronavírus.