Sebastião Melo promete levar vacina a Porto Alegre mesmo se ‘governo federal não der sinais’

Novo prefeito da capital gaúcha afirma confiar no governo federal, mas prepara um consórcio metropolitano como plano B

  • Por Jovem Pan
  • 01/01/2021 20h02
Reprodução/Facebook/@MeloSebastiaoSebastião Melo (PSDB) toma posse como prefeito de Porto Alegre

Sebastião Melo (MDB), novo prefeito de Porto Alegre, tomou posse nesta sexta-feira, 1º. Um dos seus desafios na administração da cidade será lidar com a pandemia. Em um discurso em que prometeu conciliação política, Melo disse que não medirá esforços para que os cidadãos da capital do Rio Grande do Sul sejam vacinados contra a Covid-19. “Vamos trabalhar pela vacina. Acredito que o governo federal vai colocar a vacina à disposição da população, creio piamente nisso. Vacina não pode ser ideológica, de onde vier, é bem-vinda, desde que seja testada. Mas se o governo federal não der sinais claros, nós vamos fazer um consórcio metropolitano, nós vamos comprar a vacina para o povo de Porto Alegre, inclusive removendo orçamento de um lugar pra outro, porque a vida em primeiro lugar”, disse.

O prefeito também falou sobre a economia de Porto Alegre. A Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) publicou no último mês de junho que os pedidos de desemprego no Rio Grande do Sul subiram mais de 70%. “É preciso levantar o otimismo da nossa cidade”, pregou Melo. “A cidade vive um momento de grande depressão, perdemos muitos empregos, muitas empresas já não voltam mais. É preciso equilibrar o desenvolvimento econômico com proteção social.”