Taxa de isolamento na cidade de SP chega a 81% durante ‘feriadão’

Para o cálculo do índice, foram analisados quatro indicadores: ‘catracadas’ de ônibus, quantidade de automóveis nas ruas, estimativas de lentidão no trânsito e emissão notas de fiscais

  • Por Jovem Pan
  • 08/04/2021 13h01 - Atualizado em 08/04/2021 16h25
ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO - 29/03/2021O 'feriadão' começou na sexta-feira, 26 de março, e terminou na última segunda-feira, 4

A Prefeitura de São Paulo divulgou nesta quinta-feira, 8, os índices de isolamento da cidade durante o feriado antecipado, medida visava reduzir a circulação de pessoas e, consequentemente, diminuir a taxa de transmissibilidade do coronavírus. O chamado “feriadão” começou na sexta-feira, 26 de março, e terminou na última segunda-feira, 4. Foram antecipados os dois feriados municipais de 2021, Corpus Christi e Consciência Negra; e os três de 2022: 25 de janeiro, Corpus Christi e Consciência Negra. O secretário de Governo, Rubens Rizek, comemorou a eficácia da medida. “Com muita satisfação e com muita alegria, nós estamos comemorando o sucesso absoluto da medida de antecipação de feriados”, disse em coletiva de imprensa. Segundo Rizek, a taxa de isolamento semanal estava na ordem de 40% antes das medidas restritivas decretadas pelo governador do Estado, João Doria (PSDB).

Após o início da fase vermelha, iniciada no dia 3 de março, e da adoção da fase emergencial, a partir de 15 de março, o índice subiu para 60%. Com o feriadão, o isolamento na cidade de São Paulo chegou a 80%. “Esse número de 80% é semelhante ao período mais rigoroso de isolamento de 2020, no final de março e começo de abril”, apontou o secretário. Para o cálculo do índice, foram analisados quatro indicadores: “catracadas” de ônibus, quantidade de automóveis nas ruas, estimativas de lentidão no trânsito e emissão de notas de fiscais de serviços que, pare serem prestados, exigem alguma movimentação, como notas fiscais de estacionamentos, oficinas mecânicas e cartórios.

Confira os índices divulgados pela Prefeitura:

Taxa de isolamento semanal na cidade de São Paulo

Taxa de isolamento diária na cidade de São Paulo

Ainda na coletiva, o secretário de Saúde, Edson Aparecido, trouxe os dados relativos à pandemia do coronavírus no município. A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), leitos de enfermaria e nos pronto socorros na cidade está estável desde o dia 3 de abril. O secretário ressalta, porém, que o patamar ainda é elevado. Os índices da quarta-feira, 7, mostram que a ocupação de leitos de UTI está em 89%. De leitos de enfermaria, em 84%. Dos pronto socorros, em 81%. “A tendência é de que nós tenhamos ainda nos próximos 15, 20 dias de abril, um cenário, por conta do número de casos e internações, com uma média muito acentuada de óbitos”, afirmou. A média móvel de casos está em 616, de acordo com dados da última terça-feira, 6. Em relação ao número de óbitos, a média móvel, segundo dados da quarta-feira, 7, é de 79.