Taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil aumenta e chega a 1,21, diz Imperial College

Na última semana, número era de 1,04; nova alta representa que cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 121

  • Por Jovem Pan
  • 12/01/2021 16h29 - Atualizado em 12/01/2021 17h00
MINETO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOO levantamento estima que cerca de 7.640 óbitos por coronavírus serão registrados nesta semana

A taxa de transmissão (Rt) da Covid-19 no Brasil subiu e atingiu 1,21, segundo dados do Imperial College de Londres, no Reino Unido. Isso significa que cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 121. A pesquisa foi divulgada nesta terça-feira, 12, e se refere a semana que começou nesta segunda. De acordo com a margem de erro, a taxa pode ser de 1,14 até 1,40, o que significaria que, a cada 100 pessoas com o vírus, infectariam outras 114 ou 140, respectivamente. A última pesquisa, divulgada no dia 5, indicava uma diminuição de 1,13 para 1,04. No entanto, nesta semana, o ritmo de contágio voltou a aumentar.

O levantamento estima que cerca de 7.640 óbitos por coronavírus serão registrados nos próximos sete dias. A semana anterior totalizou 6.049 mortes causadas pelo vírus. O Imperial College alerta que o número de casos e óbitos no país está constantemente mudando e que “os resultados devem ser interpretados com cautela”. O Brasil é o 13º país com o maior ritmo de contágio no mundo. Na frente estão Irlanda, Bolívia, Portugal, Reino Unido, África do Sul, Japão, Alemanha e Argentina, por exemplo. Com 25 mil novos casos confirmados e 480 mortes de acordo com dados desta segunda-feira, 11, o Brasil atingiu a marca dos 203.580 óbitos pela Covid-19 desde o começo da pandemia. Ao todo, segundo dados do Ministério da Saúde, 8.131.612 casos foram confirmados desde março. Desses, 7.207.483 são considerados como recuperados e 720.549 estão em acompanhamento.