Temer, Moreira Franco e aliados têm carros bloqueados por Bretas

  • Por Jovem Pan
  • 29/03/2019 16h00
FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDOSomente do ex-presidente, o magistrado determinou o sequestro de R$62 milhões em bens

O juiz Marcelo Bretas, responsável pela Operação Lava Jato no Rio, bloqueou as posses de carros de Michel Temer (MDB), do ex-ministro Moreira Franco e do coronel João Lima, aliado histórico do ex-presidente, além de bens pertencentes a outros investigados na Operação Descontaminação.

Somente de Michel Temer, o magistrado já determinou o sequestro de R$62 milhões. O ex-presidente responde por corrupção, peculato e lavagem de dinheiro, e foi alvo de duas denúncias do Ministério Público.

A Justiça confiscou um Prisma, um Audi e um Santana de Temer. Um Jeep Cherokee foi bloqueado da empresa Tabapuã investimentos e Participações, da qual o ex-presidente é sócio.

O emedebista também teve valores bloqueados de três contas, totalizando R$ 8,2 milhões. Nas contas do coronel Lima, o Banco Central ainda achou R$ 23,1 milhões, quase três vezes mais do que o apreendido com Temer e mais de 12 vezes o valor confiscado de Moreira Franco (R$ 2,1 milhões).

A investigação contra Temer e seus aliados é decorrente da Operação Radioatividade, que apura um esquema de cartel, corrupção ativa e passiva, lavagem de capitais e fraudes à licitação na construção da usina nuclear de Angra 3.