Temer se diz honrado com convite de Bolsonaro para chefiar missão humanitária no Líbano

Presidente anunciou que convidou Michel Temer, que é filho de libaneses, para chefiar a missão no país

  • Por Jovem Pan
  • 09/08/2020 11h46
Divulgação/Palácio do PlanaltoO presidente anunciou também que vai enviar, nos próximos dias, um avião da FAB com medicamentos e insumos básicos de saúde

O ex-presidente Michel Temer disse, através de nota, que está honrado com o convite feito pelo presidente Jair Bolsonaro para chefiar a missão humanitária do Brasil no Líbano. Ainda de acordo com o documento, quando o ato for publicado no Diário Oficial serão tomadas as medidas necessárias para viabilizar a tarefa. O Líbano registrou na última terça-feira (4) uma explosão na região portuária de Beirute que deixou mais de 150 mortos e 5 mil feridos e desabrigados.

Em uma videoconferência de apoio a Beirute neste domingo (9), co-organizada pela ONU e pela França, Jair Bolsonaro anunciou que convidou o ex-presidente Michel Temer, que é filho de libaneses, para chefiar a missão brasileira no país. “Neste momento difícil, o Brasil não foge à sua responsabilidade”, afirmou. O presidente anunciou também que vai enviar, nos próximos dias, um avião da FAB com medicamentos e insumos básicos de saúde reunidos pela comunidade libanesa erradicada no Brasil. Além disso, será enviado via marítima 4 mil toneladas de arroz. O governo federal também está acertando o envio de uma equipe técnica para colaborar na perícia da explosão.