Vacinação contra gripe ‘por ordem alfabética’ só vale para Distrito Federal

  • Por Jovem Pan
  • 23/03/2020 11h38
Rovena Rosa/Agência BrasilInicialmente prevista para começar apenas em abril, a campanha foi antecipada por causa do avanço do novo coronavírus no Brasil

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe (Influenza e H1N1) começou na manhã desta segunda-feira (23) para todo o Brasil. Informações que circulam nas redes sociais, porém, tem causado algumas confusões — princialmente ao idosos e trabalhadores da área da saúde, que são o público alvo de prevenção nesse momento.

Adotada no Distrito Federal, a vacinação que acontece respeitando a ordem alfabética e dividindo as letras ao longo da semana não vale para o resto do País. Os governos do Estado de São Paulo e do Rio de Janeiro, por exemplo, já se pronunciaram e negaram a restrição da imunização.

Inicialmente prevista para começar apenas em abril, a campanha foi antecipada por causa do avanço do novo coronavírus no Brasil. Apesar de não imunizar contra o vírus da covid-19, a vacinação é fundamental para reduzir o número de pessoas com sintomas respiratórios nos próximos meses e facilita as análises clínicas.

Como vai funcionar no DF? 

No Distrito Federal, entre os dias 23 e 27 de março apenas idosos poderão ser vacinados. Nesse cenário, funciona a regra alfabética:

23 de março – A, B, C, D e E
24 de março – F, G, H, I e J
25 de março – K, L, M, N e O
26 de março – P, Q, R, S, e T
27 de março – U, V, W, X, Y e Z

Os outros grupos serão atendidos no decorrer dos meses, conforme calendário proposto pela Secretaria de Saúde do DF.

A partir de 23 de março: Idosos com mais de 60 anos;
A partir de 30 de março: Profissionais da área da saúde;
A partir de 16 de abril: Professores e profissionais de segurança e salvamento;
A partir de 9 de maio: Crianças de 6 meses a menores de 6 anos, doentes crônicos, pessoas a partir dos 55 anos, grávidas ou mães no pós parto, população indígena e portadores de condições especiais.

Calendário 

O calendário de vacinação é elaborado e divulgado pela Secretaria de Saúde de cada município. Em São Paulo, até o dia 15 de abril serão imunizados apenas os idosos e profissionais da área da saúde.

A partir do dia 16 de abril, serão imunizados os professores, as forças de segurança e salvamento; e os portadores de doenças crônicas, como asma e diabetes. No sábado, 9 de maio, começam a ser vacinados bebês com mais de 6 meses até crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes e mães até 45 dias após o parto.

A data também vai marcar o Dia D de Mobilização Nacional, quando os locais de distribuição das doses deverão funcionar das 8h às 17h para atender todos os grupos prioritários.

A Campanha termina no dia 22 de maio.