Sandro do Sindicato é o terceiro vereador morto a tiros neste ano em Duque de Caxias

Parlamentar foi alvejados por balas de fuzil enquanto dirigia uma van no município fluminense

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2021 16h31 - Atualizado em 13/10/2021 17h06
Reprodução / Instagram / @SandroDoSindicatoCaso de Sandro do Sindicato será investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense

Alexsandro Silva Faria, conhecido como Sandro do Sindicato, que ocupava o cargo vereador da cidade de Duque de Caxias (RJ) pelo Solidariedade, foi morto a tiros de fuzil nesta quarta, 13, na avenida Governador Leonel Brizola, bairro de Pilar, dentro do município. Sandro foi vítima do crime quando estava dirigindo uma van de sua propriedade e morreu na hora. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Segundo a Polícia Civil do Rio, os agentes ainda buscam evidências no local. Sandro tinha sido eleito em 2020 para o primeiro mandato com 3.247 votos. A Câmara de Vereadores convocou para a tarde desta quarta uma reunião para cobrar providências das autoridades policiais.

O caso preocupa por ser o terceiro parlamentar de Duque de Caxias assassinado em 2021. Antes de Sandro, foram mortos Joaquim José Quinze Santos Alexandre, o Quinzé (PL), em 12 de setembro, e Danilo Francisco da Silva (MDB), o Danilo do Mercado, e o filho dele, Gabriel da Silva, de 25 anos, em 10 de março. Quinzé era ex-policial militar e foi morto enquanto ia visitar uma conhecida – teria sido alvo de tiros de alguém que estava em um carro branco. Já Danilo do Mercado e o filho foram encontrados com perfurações de balas em uma praça da cidade. O político era investigado em inquéritos que apuravam mortes, formação de milícia e grupo de extermínio, grilagem de terras, extorsão e ameaça, de acordo com a Polícia Civil.