‘Qual país não morreu gente?’, diz Bolsonaro ao ser questionado sobre 600 mil mortos por Covid-19

Presidente ficou irritado com pergunta durante viagem ao Guarujá, litoral de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2021 05h55 - Atualizado em 13/10/2021 07h26
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 16/08/2021Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou com apoiadores e jornalistas no Guarujá, em São Paulo, quando foi questionado pelas 600 mil mortes da Covid-19 no país

O presidente Jair Bolsonaro esteve no Guarujá, litoral de São Paulo, para aproveitar o feriado prolongado. Na segunda-feira, 11, ao deixar o Forte dos Andradas para um passeio, ele falou com apoiadores e jornalistas, que o questionaram sobre a marca de 600 mil mortos pela Covid-19 no país. O presidente demonstrou irritação diante do questionamento e respondeu perguntando qual país do mundo não teve mortes pela doença, além de dizer que não queria se aborrecer com esse tema. “Qual país não morreu gente? Não vem me aborrecer aqui, por favor”, comentou Bolsonaro.

O presidente ainda colocou em dúvida a segurança da vacina contra a Covid-19 em jovens e adolescentes. Ele questionou se prefeitos e governadores teriam recebido autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ou do Ministério da Saúde. Segundo Bolsonaro, 99.99% dos jovens com menos de 20 anos não tem sintomas da doença em caso de infecção. Entretanto, não citou fonte cientifica dessa informação. A vacinação de adolescentes foi autorizada pela Anvisa e, no dia 22 de setembro, o Ministério da Saúde lançou nota técnica recomendando a mesma imunização.

*Com informações da repórter Paola Cuenca