Após Petrobras arrematar Porto de Santos, Tarcísio de Freitas comemora: ‘Investimento que deixa legado’

Local foi arrematado pela Petrobras após oferta de R$ 558 milhões; em entrevista ao Jornal Jovem Pan, ministro celebrou os resultados do leilão realizado nesta sexta-feira, 19

  • Por Jovem Pan
  • 19/11/2021 21h44
Amanda Perobelli/ReutersPorto foi arrematado pela Petrobras após oferta única da empresa

A Petrobras foi a vencedora do leilão para a concessão da área STS08A, no Porto de Santos, em São Paulo. O tempo de concessão é de 25 anos e a concessão foi obtida após uma oferta única de R$ 558.250.000,99. O local é destinado ao armazenamento, distribuição e movimentação de granéis líquidos. Ainda havia uma segunda área que a Petrobras optou por não fazer ofertas, alegando que a STS08A já possuía características necessárias para a operação. Outra área disponível no leilão, localizada no Complexo Portuário de Imbituba, em Santa Catarina, foi arrematada por R$ 200 mil pela Fertilizantes Santa Catarina Ltda. A oferta foi única para a área que também servirá para movimentação de granéis líquidos combustíveis ou químicos. Neste caso, a concessão é de dez anos. A expectativa é de que a concessão dos dois portos resultará em investimentos que totalizam R$ 700 milhões. No ano, foram contabilizados 12 leilões de arrendamentos portuários, com R$ 1,7 bilhão de investimento para os próximos três anos. 

Em entrevista exclusiva ao Jornal Jovem Pan desta sexta-feira, 19, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas avaliou os resultados do leilão, dizendo os arremates permitirão o atendimento de mais pessoas e que o investimentos nos locais deixarão legados. “Leilão muito dentro do esperado. Um excelente resultado. Nós fizemos o leilão de dois terminais. Um em Imbituba, terminal de líquidos. A gente tinha lá um porto muito especializado no contêiner e que agora começa a diversificar operações e com essa operação de líquidos vai atender mais usuários. E o de Santos que é o maior arrendamento portuário dos últimos 20 anos. Tem uma expressão muito grande e é fundamental para a logística de líquidos. Esse terminal vai atender quatro refinarias da Petrobras. Estamos falando de R$ 700 milhões em investimentos. É um investimento que deixa legado”, afirmou o ministro.