Após rumor sobre demissão, Bolsonaro diz que tem ‘confiança’ em Guedes e que não fará nenhuma aventura

Presidente marcou entrevista conjunta em Brasília, disse que ministro faz um ‘excelente trabalho’ e assegurou que não pensa em trocar o chefe da Economia

  • Por Jovem Pan
  • 22/10/2021 16h23 - Atualizado em 22/10/2021 19h47
ANTONIO MOLINA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOJair Bolsonaro e Paulo Guedes concedem entrevista coletiva juntos para reforçar a permanência do ministro

A saída de quatro assessores de Paulo Guedes suscitou em Brasília o rumo de que o ministro da Economia desembarcaria do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Para acabar com os burburinhos e reforçar a sua confiança naquele que era chamado de superministro no início da gestão, o chefe do executivo marcou uma reunião com Guedes e, em seguida, anunciou em entrevista coletiva, com seu “Posto Ipiranga” ao lado, que não haverá mudança no ministério. “Tenho confiança absoluta nele. Entende as aflições pelas quais o governo passa. Assumiu em 2019 e fez um brilhante trabalho”, definiu Bolsonaro. “Deixo claro a todos os senhores: esse valor decidido por nós tem responsabilidade. Não faremos nenhuma aventura. Não queremos colocar em risco a nada no tocante à economia.”

Já Paulo Guedes disse que a ala política do governo Bolsonaro estava buscando outro nome para seu cargo, citando o ex-secretário Mansueto Almeida como uma das opções consultadas. “Sei que o presidente não pediu isso, porque acredito que ele confia em mim, e eu confio nele. Mas sei que muita gente da ala politica andou oferecendo nome e fazendo pescaria”, afirmou Guedes. O ministro também confirmou que Esteves Colnago será o novo Secretário de Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, substituindo Bruno Funchal.