Copom corta Selic pela quinta vez consecutiva, e taxa cai para 11,25%

Comitê decidiu reduzir em 0,5 ponto percentual, mesmo ritmo de redução adotado nas últimas reuniões

  • Por Jovem Pan
  • 31/01/2024 18h59
Raphael Ribeiro/BCB Membros do Copom Membros do Comitê de Política Monetária do Banco Central durante reunião

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central em 0,5 p. p. a taxa básica de juros, nesta quarta-feira, 31. Com isso, a Selic foi reajustada para 11,25%, o menor nível em dois anos. Essa é a quinta redução consecutiva. Em seu primeiro encontro de 2024, o comitê manteve o ritmo de alívios nos juros aplicados desde o ano passado.  Como o site da Jovem Pan mostrou, em dezembro, o Copom cortou a Selic pela quarta vez consecutiva em 0,5 ponto, para os atuais 11,75% ao ano. Na ocasião, o colegiado manteve a sinalização de que esse ritmo de corte é o mais apropriado para as “próximas reuniões” e o presidente do BC, Roberto Campos Neto, destacou que essa mensagem é válida para os encontros de janeiro e março de 2024. As previsões do mercado financeiro já apontava este resultado, que levaram em consideração as incertezas fisais e à piora da inflação de serviços detectada no fim do ano.

Durante a reunião de dezembro, o Copom reiterou que a magnitude total do ciclo de flexibilização da taxa Selic dependerá da evolução da inflação, especialmente dos componentes mais sensíveis à política monetária e à atividade econômica. Além disso, serão consideradas as expectativas de inflação, principalmente as de longo prazo, as projeções de inflação, o hiato do produto e o balanço de riscos. As projeções para a taxa Selic no final de 2024 permanecem em 9% ao ano, de acordo com o Boletim Focus divulgado nesta semana. A estimativa não sofreu alterações em relação à semana anterior, mantendo-se estável.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.