Diretor do CBIE defende criação de fundo para evitar aumento nos combustíveis

Para o economista Adriano Pires Rodrigues, medida diminuiria impactos da volatilidade do mercado internacional no preço cobrado nas bombas

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2021 11h58 - Atualizado em 19/02/2021 14h39
WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDOPetrobras segue política de preços internacionais para determinar valores ao mercado interno

A suspensão da cobrança de impostos federais sobre o diesel por dois meses, anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta quinta-feira, 18, diminui de forma temporária a pressão sobre o governo após os sucessivos aumentos dos combustíveis pela Petrobras. Somente em 2021, a gasolina foi reajustada quatro vezes, acumulando alta de 30%, enquanto o valor do diesel cresceu 25% após três alterações. Adriano Pires Rodrigues, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), defende a criação de um fundo para a estabilização de preços como meio de evitar que a volatilidade do mercado internacional impacte no mercado doméstico. “Quando o petróleo estivesse muito caro, como agora, o fundo daria para a Petrobras e importadores o dinheiro para cobrir a diferença entre o mercado internacional e o preço que está sendo cobrado na bomba. Quando o preço cair, esse dinheiro é usado para capitalizar o fundo, já que a volatilidade do petróleo é para cima e para baixo”, afirma. Para o economista, o fundo afastaria as suspeições de interferência do governo na estatal, ao passo que evitaria a dispara dos combustíveis aos brasileiros. “O fundo seria uma solução estrutural definitiva que não levaria mais a intervenções do mercado, e ao mesmo tempo não causaria problemas para transferir altas volatilidades para o consumidor final.”

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, o economista também criticou a “mensagem cifrada” que o presidente passou durante a live ao afirmar que a Petrobras passará por mudanças nos próximos dias. “Evidentemente o mercado fica preocupado com isso, porque não deixa de ser uma interferência na Petrobras”, afirmou. De fato, as falas do presidente pesam no humor dos investidores nesta sexta-feira. O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, recua para os 118 mil pontos, afundado principalmente pelas baixas nos papéis da Petrobras. “Ao falar isso, pode acontecer alguma coisa hoje, amanhã. Não é uma boa fala. O mercado vai reagir em relação a isso. É uma mensagem cifrada, e a gente não sabe o que vai acontecer. O presidente é muito imprevisível, então pode acontecer de ele tirar o presidente da Petrobras, e também pode ser que não aconteça nada.”

O presidente do CBIE disse que a isenção “ad eternum” dos impostos do governo federal sobre o gás de cozinha, também informado por Bolsonaro nesta quinta-feira, geram benefícios, mas que deveria estar atrelada a outras medidas de compensação social, como o já realizado na cobrança da tarifa de energia elétrica. “Ele deveria fazer um programa parecido com a tarifa social, que tem 8 milhões de famílias cadastradas, basicamente as famílias inscritas no Bolsa Família, e que recebem uma tarifa de energia elétrica mais barata, paga pelos mais ricos”, diz.