Estado de SP vai pagar R$ 1,8 mil para famílias que perderam parentes para a Covid-19

Cerca de 15 mil pessoas estão aptas ao benefício; serão seis parcelas de R$ 300 entre julho e dezembro

  • Por Jovem Pan
  • 21/07/2021 13h50 - Atualizado em 21/07/2021 17h03
Sandro Pereira/Estadão ConteúdoPara se cadastrar é preciso acessar o site bolsadopovo.sp.gov.br, escolher o programa desejado e inserir o número NIS

O Bolsa do Povo, do governo de São Paulo, liberou o pagamento através do Vale Gás e do SP Acolhe. Os dois programas de transferência de renda tem como objetivo auxiliar pessoas em situação de vulnerabilidade e que precisam de auxílio na pandemia. No caso do SP Acolhe, o objetivo é ajudar quem perdeu entes queridos para a Covid-19. Mais de 15 mil famílias registradas no CadÚnico e com renda mensal de até três salários mínimos estão aptas a receber o benefício. Foram R$ 27 milhões investidos, que serão pagos em seis parcelas de R$ 300 entre julho e dezembro — totalizando R$ 1,8 mil.

Já em relação ao Vale Gás, ele é destinado a famílias cadastradas no CadÚnico, que não recebem o Bolsa Família, habitam em favelas e tem renda per capita de R$ 178. No total, 104 mil famílias serão beneficiadas, impactando 500 mil pessoas. Ao todo, mais de 30 milhões foram investidos. Cada família vai receber três parcelas de R$ 100, uma a cada dois meses — em julho, setembro e novembro. Para se cadastrar é preciso acessar o site bolsadopovo.sp.gov.br, escolher o programa desejado e inserir o número NIS. Depois, será gerado um protocolo e senha individual de acesso. Para mais informações, o Estado disponibilizou o telefone 0800 797 980 e o WhatsApp 11 98714-2645.