JPMorgan Chase compra 40% do banco digital C6

Valor da transação não foi divulgado; fintech brasileira foi fundada em 2019 e conta com mais de 7 milhões de clientes

  • Por Jovem Pan
  • 28/06/2021 15h09 - Atualizado em 28/06/2021 15h30
Divulgação/Instagram jpmorganLíder em investimentos, banco JPMorgan Chase & Co anunciou aquisição de 40% do banco digital brasileiro C6

O JPMorgan Chase & Co anunciou nesta segunda-feira, 28, a compra de 40% do banco digital brasileiro C6. O fechamento do negócio ainda depende da aprovação de órgãos reguladores e o valor da aquisição não foi informado. Fundado em 2019, o C6 atualmente possui 7 milhões de clientes. “Estamos entusiasmados com a parceria com um dos bancos digitais de crescimento mais rápido do Brasil”, disse Sanoke Viswanathan, CEO da International Consumer do JPMorgan Chase. “Há algum tempo admiramos o C6 Bank, sua equipe de gestão e sua estratégia. Com uma plataforma e um conjunto de produtos impressionantes, eles estão bem posicionados para sustentar sua trajetória de crescimento e construir uma forte franquia. Esperamos apoiar o C6 Bank em sua aspiração de ser um vencedor de longo prazo no mercado bancário brasileiro. ”

Em nota, o JPMorgan destacou que o Brasil é um dos maiores mercados para banco de varejo do mundo e que mudanças regulatórias e a modernização das estruturas “levaram ao aumento da concorrência e os consumidores mostraram uma alta taxa de adoção digital”. Segundo Marcelo Kalim, CEO e cofundador do banco brasileiro, a venda de parte das operações ao JPMorgan representa uma “virada de jogo”. “Com o apoio deles, vamos investir e expandir nossos negócios de uma forma que continue a fornecer aos clientes brasileiros os melhores produtos de banco digital para ajudá-los a atingir seus objetivos”, afirmou.

O JPMorgan Chase & Co é líder em serviços financeiros globais, com ativos de US$ 3,7 trilhões e operações em diversas regiões do planeta. O banco de investimentos está presente no Brasil há mais de 60 anos. “É inspirador trazer nossos recursos globais e experiência para apoiar um banco digital brasileiro em seu próximo salto”, disse Daniel Darahem, diretor nacional sênior para o Brasil do banco. “Também estamos satisfeitos por apoiar os esforços do país para avançar e transformar o mercado bancário ao consumidor.”