Lira diz que nunca haverá unanimidade na reforma do IR e que texto não será votado nesta semana

Presidente da Câmara afirmou que há forte movimentação de Estados e municípios contra a proposta por temerem perda da arrecadação

  • Por Jovem Pan
  • 24/08/2021 15h41 - Atualizado em 24/08/2021 16h09
Michel Jesus/Câmara dos DeputadosArthur Lira adiou votação da reforma do IR

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta terça-feira, 24, que nunca haverá unanimidade na reforma do Imposto de Renda e que o texto não será votado nesta semana. A proposta prevê que empresas com lucro de até R$ 20 mil por mês tenham a alíquota reduzida de 15% para 2,5% após dois anos. Para as que lucram acima de R$ 20 mil, a taxa cairia de 25% para 12,5%. As mudanças fazem parte da reforma tributária, enviada ao Congresso em junho. A votação, no entanto, já foi adiada três vezes. “Se houver convergência suficiente para votar o texto, votaremos. Nunca teremos acordos e unanimidade nesse texto, é importante que se diga isso”, afirmou Lira em evento da XP Investimentos.

“Não iremos especular nenhuma possibilidade esta semana, vamos conversar com tempo suficiente”, declarou. O presidente da Câmara disse que há uma forte movimentação de Estados e municípios contra o texto por temerem perda da arrecadação com a proposta. “Mudamos a estratégia, estamos conversando com Estados e municípios, fazendo contas, mas não podemos deixar que alguns posicionamentos no plenário representem outros interesses de quem não quer perder nenhum privilégio”, completou.