Empresário russo é solto após cumprir pena de 10 anos de prisão

  • Por Agencia EFE
  • 24/01/2014 18h48

Moscou, 24 jan (EFE).- O empresário russo Platon Lebedev, sócio e amigo do ex-magnata do petróleo Mikhail Khodorkovski, foi colocado em liberdade nesta sexta-feira depois de passar mais de 10 anos na prisão por vários crimes financeiros.

A Corte Suprema da Rússia rebaixou na véspera a condenação do ex-diretor da outrora maior petrolífera privada russa, Yukos, que passou para mãos do Estado, e a fixou em 10 anos, 6 meses e 22 dias.

Na saída do centro penitenciário, Lebedev foi recebido por seus familiares, com quem viajou de volta a Moscou.

O próprio Khodorkovski deixou a prisão no final de dezembro após ser anistiado pelo presidente russo, Vladimir Putin, graças a mediação da diplomacia alemã.

Khodorkovski saiu imediatamente da Rússia em um avião rumo à Alemanha, onde se reuniu com sua família antes de viajar duas semanas depois à Suíça.

Tanto Lebedev como Khodorkovski foram condenados, em 2005 e em 2010, a um total de 13 anos e meio de prisão por diversos crimes financeiros que nunca admitiram, como roubar petróleo de sua própria companhia privada, em julgamentos tachados de políticos pela oposição e pelo ocidente. EFE