‘Lamentával, sr. Joe Biden’, diz Bolsonaro após fala de democrata sobre Amazônia

Democrata criticou desmatamento da floresta e sugeriu ‘consequência econômicas’ caso Brasil não cumpra metas de preservação

  • Por Jovem Pan
  • 30/09/2020 14h17
Carolina Antunes/PRMensagem foi publicada em resposta a um seguidor de Bolsonaro que pediu para que o governo federal não adquirisse a vacina chinesa

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou ser “lamentável” a menção do candidato à presidência dos EUA, Joe Biden, sobre o desmatamento da Amazônia e afirmou que não aceitará subornos. Em uma série de postagens no Twitter nesta quarta-feira, 30, Bolsonaro que a “nossa soberania é inegociável” e que o governo federal está “realizando ações sem precedentes para proteger a Amazônia”. O presidente ainda afirmou que a ajuda dos norte-americanos para a preservação da floresta “é bem-vinda, inclusive para projetos de investimento sustentável que criem emprego digno para a população amazônica, tal como tenho conversado com o residente Trump.” ” A cobiça de alguns países sobre a Amazônia é uma realidade. Contudo, a externação por alguém que disputa o comando de seu país sinaliza claramente abrir mão de uma convivência cordial e profícua”, afirmou o presidente.

A fala é reação a crítica do democrata, que afirmou nesta terça, 29, durante debate com o presidente Donald Trump, que “no Brasil, as florestas estão sendo destruídas, e mais carbono é absorvido lá do que nos Estados Unidos”. Biden afirmou ainda que vai se unir a outros países para criar um pacote de 20 bilhões de dólares para evitar o desmatamento na Amazônia, além de sugerir “consequências econômicas” caso o Brasil não cumpra metas de preservação.