Agência dos EUA se prepara para autorizar uso da vacina da Pfizer em adolescentes de 12 a 15 anos

Estudos clínicos com mais de dois mil voluntários mostraram que o imunizante é eficaz contra 100% dos casos sintomáticos da doença nessa faixa etária

  • Por Jovem Pan
  • 04/05/2021 15h50 - Atualizado em 04/05/2021 17h18
EFE/ArchivoCom a autorização da FDA, a vacina da Pfizer-BioNTech poderia começar a ser aplicada em adolescentes antes do início do próximo ano letivo

A Food and Drug Administration (FDA) está se preparando para autorizar o uso da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela PfizerBioNTech em adolescentes de 12 a 15 anos até o início da semana que vem. Se isso acontecer, a campanha de imunização será aberta para mais milhões de pessoas nos Estados Unidos antes do início do próximo ano letivo. As informações são do jornal norte-americano The New York Times, que cita autoridades federais familiarizadas com os planos da agência. No dia 31 de março, a Pfizer e a BioNTech divulgaram resultados de ensaios clínicos com a sua vacina que indicam que nenhuma infecção sintomática foi detectada em jovens voluntários dessa faixa etária, que produziram fortes respostas de anticorpos e não tiveram efeitos colaterais graves. Isso significa que o imunizante é extremamente eficaz em adolescentes, possivelmente até mais do que em adultos. No entanto, o uso das vacinas contra Covid-19 em crianças pode gerar debates sobre o fornecimento ser direcionado a uma faixa etária que até agora se mostrou mais resistente às infecções pelo novo coronavírus e não, por exemplo, a países com pior situação sanitária e escassez de doses.