Alemanha registra mais 2.828 casos de Covid-19; maior número desde abril

A situação piorou especialmente em Berlim, onde os bares e restaurantes foram obrigados a funcionar até às 23h (hora local)

  • 07/10/2020 11h45
EFE/EPA/FRIEDEMANN VOGELA Alemanha está sofrendo com a segunda onda de Covid-19

A Alemanha registrou mais 2.828 novas infecções pelo novo coronavírus nesta quarta-feira, 7. De acordo com o Instituto de Virologia Robert Koch (RKI), este é o maior número diário contabilizado no país desde abril, quando a Europa sofreu com a primeira onda da doença. Até o momento, a Alemanha registrou 306.086 casos e 9.562 mortes por Covid-19. Na última sexta-feira, o número de novas infecções relatadas pelo RKI foi de 2.673, que na ocasião foi o nível mais alto desde abril. Nos últimos dias, o número de novas infecções regularmente excedeu a fronteira de 2 mil casos.

A situação piorou especialmente em Berlim, onde os bares e restaurantes foram obrigados a funcionar até às 23h (hora local). Além disso, as festas privadas em locais fechados não podem ultrapassar dez participantes e, entre 23h e 6h, não podem ser formados grupos de mais de cinco pessoas. Na Alemanha, de acordo com os critérios do RKI, entra na categoria de zona ou região de risco quando há mais de 50 infecções por 100 mil habitantes em uma semana.

Os governos regionais, que detêm a maior parte dos poderes na área da Saúde, concordaram que quando esse valor for ultrapassado num distrito, devem ser tomadas medidas especiais. Na capital como um todo, a média é de 47 infecções, enquanto em vários distritos a escala do RKI foi ultrapassada.

*Com informações da Agência EFE