União Europeia deve reduzir em 60% emissão de gases do efeito estufa até 2030

A proposta, considerada ambiciosa, ainda precisa da aprovação do Conselho da União Europeia para ser oficializada como nova meta

  • Por Jovem Pan
  • 07/10/2020 11h40
REUTERS/Francois Lenoir/File Photo/File PhotoA sessão do Parlamento Europeu aconteceu em Bruxelas, na Bélgica

O Parlamento Europeu realizou uma votação para aumentar a atual meta de redução de emissão de gases responsáveis pelo efeito estufa. Os dados, divulgados nesta quarta-feira (7), mostram que a maioria dos membros da instituição são a favor de mudar o objetivo de 40% para 60% até 2030, em comparação com os níveis de 1990. Para que a nova meta seja oficializada, o Parlamento Europeu depende ainda da aprovação do Conselho da União Europeia.

A proposta é considerada ambiciosa por ser ainda maior que o da Comissão Europeia, que almeja um corte de emissões de pelo menos 55% no mesmo prazo. Os especialistas afirmam que esse é o mínimo necessário para que a União Europeia se torne neutra em termos climáticos até 2050. Sobre a questão, a líder parlamentar Jytte Guteland afirmou que o Parlamento deu “um grande passo mais perto” de cumprir as metas do acordo climático de Paris. Ao que o parlamentar Michael Boss acrescentou: “decidimos por instrumentos realmente ambiciosos e não vamos abrir mão deles facilmente”.

* Com informações de agências internacionais