Apesar de alerta sobre a Covid-19, milhares protestam contra governo da Coreia do Sul

Seul, a capital da Coreia do Sul, teve aumento no número de casos de infecção pelo novo coronavírus nas últimas semanas

  • Por Jovem Pan
  • 15/08/2020 15h18
EFE/EPA/JEON HEON-KYUNPopulação foi às ruas para protestar contra o governo coreano

Milhares de pessoas foram às ruas para protestar contra o governo da Coreia do Sul, neste sábado (15), em Seul, ignorando pedidos oficiais para que elas ficassem em casa, diante do aumento recente nos casos da covid-19 no país. Informações preliminares dão conta de que houve várias prisões, após confrontos com a polícia, que enviou cerca de 6 mil agentes para monitorar o evento, em ruas próximas ao palácio presidencial da capital. Não houve relatos sobre grandes confrontos ou feridos e a polícia ainda não informou o número de detidos. Os protestos ocorrem no momento em que o governo atua para impor medidas mais rígidas de distanciamento social em Seul e em cidades próximas, após um salto recente nos casos da doença.

Grupos ligados aos movimentos conservadores da Coreia do Sul decidiram marchar na direção do palácio presidencial como forma de protesto contra o governo. Este sábado marca  o 75º aniversário do Dia Nacional da Liberação, em Seul. Na pauta, as pessoas presentes reivindicavam a renúncia do presidente Moon Jar-in.

*Com Agência EFE