Argentina restringe voos do Brasil, México, Estados Unidos e Europa

A justificativa é a situação da pandemia do novo coronavírus; no mês passado, o país já havia suspendido os voos do Reino Unido

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2021 12h37
EFE/Juan Ignacio Roncoroni/ArchivoAs rotas aéreas entre Brasil e Argentina serão reduzidas pela metade por tempo indeterminado

A Argentina pediu que os voos de entrada e saída para o Brasil sejam reduzidos pela metade devido à pandemia do novo coronavírus, segundo carta enviada pela Administração Nacional de Aviação Civil (Anac) às companhias aéreas. Dessa forma, as empresas poderão adequar os passageiros que já compraram as passagens nos voos restantes. O governo argentino também reduziu em 30% as suas rotas aéreas de ligação com o México, os Estados Unidos e a Europa pelo mesmo motivo. De acordo com o Ministério da Saúde da Argentina, será feita uma “revisão periódica da situação epidemiológica, com vista a restabelecer as admissões o mais rápido possível”. No dia 21 de dezembro, o governo argentino já havia suspendido a entrada e saída de voos para o Reino Unido, devido ao surgimento da nova variante do vírus causador da Covid-19 no território britânico.

*Com informações da EFE