Ataque em clínica na Alemanha deixa quatro pacientes mortos; suspeita trabalhava no local

O centro médico recebe pessoas que precisam de cuidados permanentes por causa de deficiências físicas ou mentais graves; motivação do crime ainda não está clara

  • Por Jovem Pan
  • 29/04/2021 11h30 - Atualizado em 29/04/2021 11h32
EFE/EPA/FILIP SINGERAgentes da polícia fazem perícia em frente à clínica Thusnelda-von-Saldern-Haus, em Potsdam

Uma clínica para pessoas com deficiências graves de Potsdam, na Alemanha, foi alvo de um ataque na noite desta quarta-feira, 28. Quatro pacientes foram encontrados mortos com sinais de violência extrema e uma mulher de 51 anos que trabalhava na unidade foi detida como principal suspeita de ter cometido os crimes. Os assassinatos aconteceram em diferentes partes da clínica Thusnelda-von-Saldern-Haus, que possui 300 funcionários e 160 leitos para pessoas que necessitam de cuidados permanentes devido a condições físicas ou mentais. Segundo o jornal local Potsdamer Neueste Nachrichten, ainda não está clara a motivação do crime e qual tipo de arma foi utilizada para atacar as vítimas, mas a polícia não considera que tenha sido uma ato de terrorismo.