Boko Haram liberta 344 estudantes na Nigéria após divulgar vídeo; assista

Há quase uma semana, o grupo jihadista sequestrou os meninos de uma escola secundária em Kankara para ‘desencorajar a educação ocidental’

  • Por Jovem Pan
  • 17/12/2020 18h37
Reprodução Twitter HumAngleNo vídeo divulgado pelos terroristas, um dos meninos sequestrados aparece falando em inglês e hausa, a língua local

O governo do estado de Katsina, na Nigéria, afirmou que 344 estudantes foram libertados nesta quinta-feira, 16, pelo grupo jihadista Boko Haram. Os meninos estavam desaparecidos desde o dia 11, quando a organização terrorista os sequestrou da Escola Secundária de Kankara. Na ocasião, as autoridades locais afirmaram que 333 jovens entre 11 e 20 anos tinham sido capturadas, mas agora fala-se em um número maior. Os garotos que já foram encontrados estavam em Tsafe, que não é distante de sua cidade natal, mas fica a aproximadamente três horas de viagem por causa das condições das estradas. Não ficou claro sob quais condições eles foram libertados.

O anúncio da libertação aconteceu algumas horas depois do Boko Haram divulgar um vídeo de pouco mais de seis minutos em que um jovem, com o rosto coberto de poeira e arranhões, afirma ser um dos 520 sequestrados pelos jihadistas. O garoto menciona que alguns de seus colegas teriam sido assassinados e pede que o governo nigeriano chegue a um acordo amigável com seus sequestradores. Ao fundo aparecerem outras crianças, algumas delas chorando.

O Boko Haram já tinha assumido a autoria do ataque na terça-feira, 15, quando explicou que o seu intuito era desencorajar a educação ocidental. Em 2014, o grupo jihadista mencionou a mesma justificativa ao capturar mais de 200 meninas entre 16 e 18 anos de um internato no povoado de Chibok, no norte da Nigéria. Enquanto 112 permanecem desaparecidas, 88 delas conseguiram escapar ou foram libertadas, mas agora lidam com o trauma de terem sido abusadas sexualmente.

*Com informações de agências internacionais