Brasileiro está entre 26 especialistas nomeados pela OMS para investigar origem da Covid-19; veja nomes

Pesquisador da Fiocruz foi escolhido pela organização e compõe lista junto a pesquisadores da França, Alemanha, Nigéria, Camarões e até mesmo de Cuba

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2021 12h46
Guilhem Vellut/Creative CommonsOMS divulgou lista de especialistas escolhidos para investigar origens da Covid-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta quarta-feira, 13, a lista com 26 membros escolhidos para o Grupo de Assessoria Científica sobre a Origem de Novos Patógenos (Sago, em inglês). O Sago deve manter o desenvolvimento de pesquisas para identificar como a Covid-19 surgiu. Entre os 26 listados, há um representante brasileiro: o Dr. Carlos M. Morel, diretor do Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Além dele, a lista também contém profissionais do Quênia, Dinamarca, Cuba, Estados Unidos, China, França, Alemanha e outros países. Além de pesquisar a origem Covid-19, o comitê deve analisar outros agentes patogênicos que podem causar perigos para o mundo. Eles ainda passarão por uma avaliação final da OMS, que vai considerar as avaliações públicas dos candidatos após a divulgação dos nomes deles.

Confira os outros 25 nomes da lista divulgada pela OMS:

1 – Dr Phillip Alviola, professor do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade das Filipinas
2 – Dr Abdullah Assiri, vice-ministro adjunto de Saúde Preventiva do Ministério da Saúde da Arábia Saudita
3 – Dr Stuart Blacksell, professor de Microbiologia Tropical do Departamento de Medicina da Universidade de Oxford. Apesar de trabalhar no Reino Unido, ele é originário da Austrália
4 – Dr Inger Damon, diretor da Divisão de Patógenos e Patologia de Alta Consequência do Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos
5 – Dr Vladimir Dedkov, vice-diretor do Instituto Pasteur, na Rússia
6 – Dr Christian Drosten, professor e chefe do Instituto de Virologia Charité, na Alemanha
7 – Dr Elmoubasher Farag, epidemiologista e membro do Centro de Controle de Doenças do Ministério Público do Catar
8 – Dra Thea Fischer, professor de virologia da Universidade de Copenhagen, e chefe de pesquisa clínica do Hospital Nordsjaellands, na Dinamarca
9 – Dr Raman Gangakhedkar, membro do Conselho Indiano de Pesquisa Médica
10 – Dra Nada Ghosn, do Ministério da Saúde do Líbano
11 – Dra Maria Guzman, chefe do Centro de Pesquisa, Diagnóstico e Referência do Instituto de Medicina Tropical Pedro Kouri, em Cuba
12 – Dr Christian Happi, camaronês que é diretor do Centro Africano de Excelência em Genômica de Doenças Infecciosas (ACEGID), da Nigéria
13 – Dra Marion Koopmans, chefe do departamento de doenças infecciosas do Centro Médico Erasmus, na Holanda
14 – Dr Sowath Ly, vice-diretor de epidemiologia e Saúde Pública do Instituto Pasteur do Cambodja
15 – Dr Jean-Claude Manuguerra, francês e diretor de pesquisa do Instituto Pasteur, na França
16 – Dra Khin Myint, do Mianmar, que trabalha no Instituto de Biologia Molecular de Eijkman, na Indonésia
17 – Dr Hung Nguyen, vietinamês que trabalha no Instituto de Pesquisa Internacional Livestock, no Quênia.
18 – Dra Chinwe Ochu, nigeriano membro do Centro de Excelência de Migração e Estudos Globais da Universidade da Nigéria
19 – Dr Masayuki Saij, japonês da Agência de Bem Estar de Sapporo, no Japão
20 – Dra Rosemary Sang, conselheira do Centro de Pesquisas de Vírus do Instituto de Pesquisa Médica do Quênia
21 – Dra Kathrina Summermather, do Instituto de Doenças Infecciosas da Universidade de Berne, na Suíça
22 – Dra Marietjie Venter, professora do Centro de Zoonoses Virais do Departamento Médico da Universidade de Pretória, na África do Sul
23 – Dra Supaporn Wacharapluesadee, pesquisadora tailandesa da Faculdade de Medicina da Universidade Chulalongkorn, na Tailândia
24 – Dr John Watson, britânico professor honorário da Faculdade de Epidemiologia e Saúde Populacional da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres
25 – Dr Yungui Yang, pesquisador chinês da Academia Chinesa de Ciências, em Pequim