Canadá e oeste dos EUA têm onda de calor com temperaturas próximas a 50ºC

Cidade de Lytton, na Columbia Britânica, chegou a registrar 47,5ºC nesta segunda-feira; locais atingidos pelo calor são conhecidos por chuva frequente e temperatura amena

  • Por Jovem Pan
  • 29/06/2021 16h11 - Atualizado em 29/06/2021 17h22
ALLAN CALISTO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOPaíses registraram onda de calor

Cidades do Canadá e do oeste dos Estados Unidos bateram nesta segunda-feira, 28, recordes históricos de temperatura após uma onda de calor registrada durante o verão. Em Lytton, na Columbia Britânica, os termômetros chegaram a 47,5ºC. Em Seattle (EUA), que nesta época do ano tem máximas por volta dos 21ºC, os termômetros chegaram a 42ºC. Uma piscina comunitária em local fechado na cidade chegou a ser interditada porque a temperatura interna ultrapassou o limite aceitável para o bem estar dos visitantes. Espaços de “esfriamento” coletivos também foram abertos na região. Um deles, um centro de encontro da Amazon, tinha capacidade para mil pessoas. No condado de Oregon, os bombeiros foram chamados para 43 casos de insolação. As autoridades alertaram para a necessidade dos moradores se manterem hidratados e evitarem longas exposições ao sol.

As regiões atingidas pela onda de calor do fim de semana são conhecidas por terem chuva abundante e temperaturas amenas. Moradores de rua também receberam orientações sobre espaços de acolhimento e foram abastecidos com águas e isotônicos. Segundo meteorologistas, o calor é resultado de uma “cúpula” de alta pressão que pode ter sido agravada pela crise climática no mundo. Por causa do calor, escolas e comércios foram fechados, assim como pontos de vacinação e de testagem contra a Covid-19. As temperaturas devem diminuir ainda nesta semana e a onda de calor segue para o leste, com temperaturas ainda altas, mas menores do que as registradas nesta segunda. O estado de Idaho deve ter máximas de 38ºC por pelo menos uma semana.