Cerca de 1.300 pessoas estão desaparecidas em cidade alemã atingida por enchente; 58 morreram

Região de Ahrweiler, no oeste do país, está sem acesso à rede móvel e familiares não conseguem contato com moradores

  • Por Jovem Pan
  • 16/07/2021 00h00
EFE/EPA/SASCHA STEINBACHRegião de Ahrweiler, próximo ao rio Ahr, foi completamente destruída

Fortes chuvas atingiram a Alemanha e Bélgica nesta quinta-feira, 15, e deixaram dezenas de mortes e muitos desaparecidos. De acordo com as autoridades da região de Ahrweiler, na Alemanha, 1.300 pessoas são consideradas desaparecidas devido à queda das redes móveis no local. Na parte oeste do país, 58 pessoas morreram devido às inundações que também atingiram as fronteiras com Luxemburgo, França e Holanda. Pelo menos seis casas desabaram e outras 25 correm o risco de desabar. Durante esta quinta, helicópteros precisaram ser acionados em vários estados para resgatar pessoas presas em seus telhados. Durante sua viagem aos Estados Unidos, a chanceler alemã, Angela Merkel, lamentou o ocorrido e disse que foi “um dia caracterizado pelo medo, pelo desespero e pelo sofrimento”. “Eu estendo minha empatia e meu coração está com as pessoas que perderam seus entes queridos. Incluo Bélgica, Luxemburgo e Holanda”, acrescentou Merkel. O governo alemão mobilizou 850 soldados para ajudar nas operações de resgate, além de 11 helicópteros, algumas unidades de veículos blindados, barcos e ambulâncias.