Chuvas torrenciais afetam 1,7 milhão de pessoas e deixam pelo menos cinco mortos na China

Além dos danos a 17 mil residências, pelo menos 190 mil hectares de terras agrícolas foram inundadas; em cinco dias, 119 litros de água por metro quadrado ficaram acumulados

  • Por Jovem Pan
  • 11/10/2021 11h17 - Atualizado em 11/10/2021 13h38
cnsphoto via REUTERSMais de 17 mil casas desabaram por causa das enchentes

Pelo menos 120 mil pessoas precisaram ser evacuadas das próprias casas e outras 1,7 milhão foram afetadas por chuvas torrenciais registradas nesta segunda-feira, 11, na província de Shanxi, na China. As informações foram dadas pela agência de notícias oficial “Xinhua”. Além dos danos a 17 mil residências, pelo menos 190 mil hectares de terras agrícolas foram inundadas, de acordo com o Departamento de Emergência da província. Da mesma forma, o Escritório Meteorológico de Shanxi avisou que se espera mais chuvas na parte Sul da província, que tem uma população de cerca de 35 milhões de habitantes espalhados por uma área semelhante à do Uruguai. Das 20h (hora local) do último dia 2, às 8h (hora local) do dia 7, as chuvas atingiram 119 litros por metro quadrado, nível três vezes superior à média de outubro na província, segundo a estatal.

Por causa das águas, uma barragem rompeu em Fenhe, um afluente do Rio Amarelo, que teve a segunda maior enchente em quase 40 anos. As chuvas também danificaram parte da muralha da antiga cidade de Pingyao, um Patrimônio Mundial da Unesco e um destino turístico popular. Na semana passada, as autoridades provinciais já relataram a morte de pelo menos cinco pessoas devido às constantes chuvas. A província vizinha, de Shaanxi, também sofreu o efeito das chuvas persistentes na semana passada, que levaram à evacuação de mais de 50 mil cidadãos locais. Recentemente, o Centro Meteorológico Nacional da China informou que as chuvas na parte Norte do país – que inclui Shanxi – estabeleceram um “recorde histórico” no mês passado. Em julho, o centro da China sofreu fortes chuvas que deixaram mais de 300 mortos na província de Henan, de acordo com autoridades locais.

*Com informações da EFE