Cidade de NY tem 67 novas mortes pela Covid-19 e prepara reabertura em 8 de junho

  • Por Jovem pan
  • 29/05/2020 19h16
EFE/EPA/JUSTIN LANEDurante a primeira fase, será permitido retomar atividades do setor de construção civil, da indústria manufatureira e das lojas de varejo não essencial

O governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, anunciou nesta sexta-feira (29) que a cidade está perto de cumprir os requisitos necessários para começar a reabrir no dia 8 de junho. Hoje, a região teve o menor número mortes pela Covid-19, 67.

Durante a primeira fase, será permitido retomar atividades do setor de construção civil, da indústria manufatureira e das lojas de varejo não essencial, desde que contem com o serviço de coletar o produto no estabelecimento. O mesmo vale para agricultura, pesca e silvicultura.

Até agora, a cidade de Nova York era a única parte de todo o estado que ainda não cumpria os sete indicadores de saúde necessários para entrar na primeira fase de reabertura.

No momento, os requisitos que ainda não foram, mas estão próximos de serem cumpridos, são os relativos ao número de trabalhadores disponíveis para rastrear o vírus e a capacidade hospitalar. É exigido que a ocupação de UTI seja inferior a 70% e que haja uma reserva suficiente de equipamentos de proteção individual para garantir a segurança dos funcionários do setor.

Em entrevista coletiva, Cuomo afirmou que, nesta primeira fase, 400 mil trabalhadores da cidade vão retornar ao trabalho e pediu cautela. Ele quer o uso máscaras, a aplicação de testes em massa e a manutenção de distanciamento social seguro, para não cometer erros.

A Autoridade Metropolitana de Transportes (MTA), que administra o metrô da cidade, também vai retomar a atividade e será responsável por garantir a saúde pública no sistema de ônibus e trens.

Cuomo acrescentou que as autoridades sanitárias trabalharão com ênfase especial nos chamados “pontos quentes”, onde o vírus SARS-CoV-2 é predominante, dados que são segmentados pelos códigos postais.

“Estamos emocionados por começar esta fase porque os marcadores estão prestes a ser cumpridos”, acrescentou o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, que se juntou à coletiva do governador por videoconferência.

Queda no contágio e mortes

O estado de Nova York continua tendo progressos ao cada dia e registrou o menor número de mortes pela Covid-19 até o momento, com 67 óbitos nesta quinta-feira e 74 na véspera. Hoje, também foi o segundo menor número de infecções, com 152 novos casos na quinta, e 176 na quarta.

“Nós olhamos para as métricas sempre para reabrir e elas são transparentes”, defendeu Cuomo, que insistiu que o estado aumentou a capacidade de testes, o que, em sua visão, lhe dá mais informações para tomar decisões e fornece tendências imediatas no rastreamento do vírus.

Segundo o governador, eles pretendem ser muito rigorosos para não reabrir muito rápido e cometer erros que possam levar a surtos, como já aconteceu na Alemanha, na Coreia do Sul e na China.

* Com EFE