Cientista da Nasa fala sobre vida em Marte: ‘Quem sabe um dia não será nossa morada?’

Em entrevista ao Pânico, Ivair Gontijo exaltou turismo espacial: ‘Mais dinheiro e mais emprego na área’

  • Por Jovem Pan
  • 16/07/2021 16h29
Reprodução/PânicoAntes de ingressar na carreira de cientista, Ivair Gontijo cuidava de uma fazenda no norte de Minas Gerais, onde cresceu

Recentemente, bilionários como Elon Musk, dono da empresa Tesla, andam investindo dinheiro em estudos científicos que possibilitem o turismo espacial. Em fevereiro deste ano, Musk afirmou que planejava realizar a primeira missão turística ainda em 2021, no quarto trimestre. Nesta sexta-feira, 16, o programa Pânico recebeu Ivair Gontijo, cientista brasileiro que atua no centro de pesquisas sobre Marte na Nasa. Ivair afirmou que acredita na possibilidade do turismo espacial propagado por Musk e que ele, inclusive, pode trazer grandes benefícios à classe científica. “O turismo já está acontecendo, com certeza é possível. Esses voos que estão acontecendo são suborbitais, não entram em órbita, mas ficam cinco minutos em região de queda livre, então as pessoas não sentem gravidade. Para nós, que somos engenheiros, é uma maravilha. É muito bom ver isso acontecendo pois é mais dinheiro, mais empreendimento e mais emprego nessa área para quem gosta.”

Ivair é mineiro e se formou em Física. Com especializações em Ótica e Engenharia Elétrica na Escócia, o cientista disse que seu ingresso na Nasa não foi fácil e exigiu muitas tentativas ao longo dos anos. “Bati na porta e não foi nem na primeira, nem na segunda, nem na terceira, mas a gente tem que continuar tentando. Na Nasa não há um processo seletivo. Eu enviava currículos, falava através de indicações e nunca recebi uma resposta. As coisas aconteceram quando eu fui recrutado. Um dos gerentes descobriu meu currículo em um site da área de fibra óptica. Ele disse que estava procurando alguém exatamente com o meu perfil. A gente tem que tentar de tudo, alguma coisa no final acontece. Coisas boas acontecem, mas a gente tem que continuar insistindo.”

Em 2018, Ivair lançou o livro ‘A Caminho de Marte’, vencedor do prêmio Jabuti, que fala sobre sua trajetória de vida até sua experiência profissional na Nasa. O cientista não descarta a possibilidade da existência de condições que possibilitem viver em Marte. “O que a gente quer é procurar material orgânico genuinamente marciano. Quem sabe um dia Marte não será nossa morada humana? A chance de que existam planetas com condições parecidas com as da Terra é grande, o problema é a distância, então a comunicação e o contato são muito difícil.”

Confira na íntegra a entrevista com Ivair Gontijo: