Covid-19: Uruguai vacinará todos os funcionários da saúde em 3 dias

Governo uruguaio finalizou plano de imunização completo que considera a logística de distribuição, os centros que serão utilizados, a quantidade de seringas e o tamanho das agulhas

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2021 20h01 - Atualizado em 25/01/2021 20h02
EFE/Raúl Martínez/ArchivoNa última sexta, 22, o presidente Luis Lacalle Pou anunciou a compra de 3,8 milhões de doses da Pfizer e da Sinovac

O Uruguai pretende vacinar todos os seus funcionários da área da saúde nos três primeiros dias da campanha contra a Covid-19, que terá início assim que as 200 mil primeiras doses do imunizante chegarem ao país. Depois disso, o foco serão as pessoas mais vulneráveis, como as que vivem em asilos. O Sistema Nacional de Emergência e o Ministério de Saúde Pública também se reuniram para avaliar a quantidade de seringas e o tamanho da agulha que serão necessárias para as aplicações, além estudar o tipo de centro de vacinação que será utilizado no combate ao novo coronavírus. Eles terão que ter uma área reservada para que as pessoas recém vacinadas fiquem em observação por 10 a 15 minutos em caso de reação adversa. O governo uruguaio também contará com o agendamento eletrônico para evitar aglomerações desnecessárias. Na última sexta-feira, 22, o presidente Luis Lacalle Pou anunciou a compra de quase 3,8 milhões de doses da vacina desenvolvida pela PfizerBioNTech e também da Coronavac, criada pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

*Com informações da EFE