Democratas devem conquistar maioria do Senado dos Estados Unidos

O partido do presidente eleito Joe Biden está próximo de conseguir mais da metade dos assentos com a eleição de um candidato da Geórgia, Jon Ossoff

  • Por Jovem Pan
  • 06/01/2021 17h42
Reprodução Twitter / JoeBidenCom o voto de Minerva de Kamala Harris, o partido de Joe Biden terá poder de decisão no Senado dos Estados Unidos

O democrata Jon Ossoff, candidato da Geórgia ao Senado dos Estados Unidos, está à beira da vitória sobre o republicano David Perdue. Caso esse triunfo se concretize, conforme apontam as últimas projeções da imprensa norte-americana, o Senado ficaria dividido em 50 cadeiras para o Partido Republicano e 50 para o Partido Democrata. No entanto, a vice-presidente eleita, Kamala Harris, poderá decidir qualquer empate a favor de seu partido, já que o novo cargo também a coloca como presidente do Senado. Com 98% da apuração concluída, Jon Ossoff tem 16 mil votos de vantagem sobre o adversário, com 50,2% votos a favor, enquanto David Perdue soma 49,8%. O Senado é controlado pelos republicanos desde 2015.

O candidato democrata já divulgou nesta quarta-feira, 6, uma mensagem de vitória na qual agradeceu aos eleitores da Geórgia. Enquanto continua a apuração, o pastor Raphael Warnock já foi declarado vencedor da outra cadeira em disputa no estado, superando a republicana Kelly Loeffler. Em vitória histórica, Warnock se tornou o primeiro senador negro a representar o estado da Geórgia, tradicionalmente republicano, na história do país. O presidente eleito Joe Biden usou o seu perfil oficial no Twitter para parabenizar tanto Jon Ossoff quanto Raphael Warnock.

*Com informações da EFE