Devido à Covid-19, papa Francisco não realiza lava-pés e quebra tradição de Páscoa

Os ritos da Quinta-feira Santa foram realizados sem a presença de fiéis pelo segundo ano consecutivo; Via Crucis também não será realizada nos arredores do Coliseu por causa da pandemia

  • Por Jovem Pan
  • 01/04/2021 19h26
EFE/EPA/Andrew Medichini / POOLPapa Francisco celebra missa matinal dentro da Basílica de São Pedro, no Vaticano

O papa Francisco deu início nesta quinta-feira, 1, aos rituais da Semana Santa, que não contaram com a presença dos fiéis pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia do novo coronavírus. A agenda do líder da Igreja Católica teve início com uma missa matinal na Basílica de São Pedro, no Vaticano. Em seu discurso, ele afirmou que vivemos em uma época marcada por escândalos que devem ser rejeitados como se fossem veneno. É geralmente na Quinta-feira Santa que acontece a cerimônia de lava-pés, mas o rito não foi realizado esse ano devido às restrições impostas pela Covid-19. Em anos anteriores, o pontífice já celebrou a data lavando os pés de detentos e de refugiados, apesar de sofrer com dores ciáticas. As quebras de tradições continuaram acontecendo nesta sexta-feira, 2, quando o papa presidirá a Via Crucis na Praça de São Pedro, dentro do Vaticano, e não em torno do Coliseu, em Roma, como era tradição até 2019. Por fim, no Domingo de Páscoa o pontífice uma bênção tradicional dentro da Basílica de São Pedro, quando também é esperado que o pontífice diga uma mensagem aos católicos.