Em conversa com presidente do Chile, Biden promete ajudar América Latina

O democrata falou que irá considerar a América como todo um continente e prometeu ajudar os latinos a superar a crise econômica e sanitária da Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2020 15h45 - Atualizado em 18/11/2020 16h46
EFE / EPA / SARAH SILBIGER / POOL Joe Biden também parabenizou a decisão do Chile de redigir uma nova Constituição

Projetado pela mídia norte-americana como o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden já esteve em contato com pelo menos 13 líderes mundiais. Nesta terça-feira, 17, ele conversou por telefone pela primeira vez com um chefe de governo da América do Sul: o presidente do Chile, Sebastián Piñera. Segundo o comunicado emitido pelo gabinete de Biden, o democrata prometeu a Piñera que irá ajudar a América Latina a superar a crise econômica e sanitária causada pela pandemia de coronavírus e saudou a decisão do Chile de redigir uma nova constituição. Ele também afirmou que deseja aprofundar a relação dos Estados Unidos com o país.

Nesta quarta-feira, 18, durante uma reunião com seus conselheiros de política externa, o presidente eleito frisou: “Minha mensagem principal é que a América está de volta, e isto não é mais ‘América sozinha'”. As duas maiores potências da América Latina, o México e o Brasil, ainda não reconheceram a vitória de Joe Biden sobre Donald Trump, que alega que houve fraude eleitoral. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, já afirmou que prefere agir com “prudência” e que aguardará os norte-americanos resolverem “seus assuntos”. Rússia e Coreia do Norte também não cumprimentaram o democrata ainda.

*Com informações da EFE