Em nota, Irã reforça que ataque foi retaliação à morte de Soleimani

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2020 07h09
EFEMíssil cai nas proximidades de base militar usada por tropas americanas. Origem ainda é desconhecida

Em nota divulgada nesta quarta-feira (8), por meio da TV estatal, a Guarda Revolucionária Islâmica do Irã confirmou que a Força Aérea do país bombardeou a Base Aérea de al-Asad com vários mísseis, em retaliação ao assassinato do herói Qassem Soleimani”. O nome da operação foi “Mártir Soleimani”.

“Nós alertamos os arrogantes EUA [Estados Unidos] de que quaisquer novas provocações levarão a retaliações mais graves e destrutivas”, acrescenta o comunicado.

O Irã também deu a entender que Israel, apoiado pelos EUA, poderia se tornar alvo de um ataque militar. “Nós não distinguimos os governos americano e sionista”.

Na última quinta-feira, uma operação americana no Iraque matou o general Qassim Soleimani, que comandava as Forças Quds, da Guarda Revolucionária do Irã. Desde então, a tensão entre Washington e Teerã vem crescendo.

*Com Agência Brasil