Empresário russo diz ter bancado transferência de Navalny à Alemanha

Líder opositor russo Alexey Navalny está em coma; ele passou mal após tomar um chá supostamente envenenado no aeroporto de Tomsk, onde embarcou em um voo para Moscou

  • Por Jovem Pan
  • 23/08/2020 11h13
EFE/EPA/EVGENY FELDMAN FOR ALEXEI NAVALNY'S CAMPAIGNAlexei Navalny é opositor do governo Putin na Rússia

O empresário e filantropo russo Boris Zimin, que reside nos Estados Unidos, revelou que bancou a transferência do líder opositor russo Alexey Navalny de avião para a Alemanha, para que seja tratado de um possível envenenamento. Filho do fundador da empresa de telecomunicações Vimpelcom, Dmitri Zimin, Boris confirmou em redes sociais que pagou o transporte do opositor para Berlim e confessou ter ficado surpreso com a agitação causada pela notícia.

Segundo Zimin, “é muito triste” que a prestação de ajuda básica dê origem a tantos “tapas nas costas”. O empresário agradeceu pelas demonstrações de gratidão, mas pediu para que todos os seus leitores se lembrem dos casos de ativistas russos que foram condenados injustamente ou torturados até à morte, segundo ele. “Peço para que prestem atenção e apertem a mão daqueles que nos rodeiam e que lutam por alguma causa por princípio e consciência, arriscando assim as suas vidas e bem-estar”, escreveu no Facebook.

Em entrevista concedida em 2018, Zimin revelou que tinha apoiado o Fundo Alexey Navalny Anti-Corrupção desde a sua fundação, em 2012. O líder opositor russo chegou neste sábado ao aeroporto de Tegel, em Berlim, procedente de Omsk, na Sibéria, a bordo de um avião com profissionais da saúde para ser tratado no hospital universitário de La Charité. Navalny está em coma, possivelmente devido a uma intoxicação, mas os médicos russos que o atenderam primeiro mencionaram problemas de metabolismo.

Inicialmente, os médicos russos negaram permissão para Navalny voar para a Alemanha porque acreditavam que ele não estava apto ao deslocamento. A autorização foi dada após o político ter sido examinado por médicos alemães. Apoiadores acreditam que o Navalny foi envenenado por um chá que tomou no aeroporto de Tomsk, onde embarcou em um voo para Moscou. A aeronave teve que fazer um poso de emergência em Omsk na quinta-feira passada devido ao desmaio repentino do político.

*Com informações da EFE