Espanha registra 11.289 novos casos de Covid-19; Madri é a região mais afetada

De acordo com o balanço divulgado hoje pelo Ministério da Saúde espanhol, Madri acumula 34% das novas infecções (3.227) e confirmou 1.206 positivos ontem, elevando o número total de infecções para 238.423 nesta região

  • Por Jovem Pan
  • 01/10/2020 16h13
EFE/ Fernando VillarA Espanha é um dos países mais afetados pela Covid-19

A Espanha registrou 9.419 novas infecções por Covid-19 nesta quinta-feira, das quais 3.715 foram confirmadas nas últimas 24 horas, de acordo com os últimos dados oficiais que colocam o número total de infectados desde o início da pandemia em 778.607, já as vítimas estão em 31.973, contando as últimas 182 mortes. De acordo com o balanço divulgado hoje pelo Ministério da Saúde espanhol, Madri acumula 34% das novas infecções (3.227) e confirmou 1.206 positivos ontem, elevando o número total de infecções para 238.423 nesta região. O País Basco é a segunda região com mais infecções notificadas nas últimas 24 horas, seguido de Andaluzia, com 341, e Aragão, com 275.

As autoridades regionais de Madri garantiram hoje que vão cumprir “estritamente” a resolução do governo espanhol que exige a limitação da obriga a limitar a entrada e saída da capital do país e de outros nove grandes municípios para conter a epidemia de coronavírus, embora recorram no tribunal. Amanhã, mais de cinco milhões de cidadãos terão seus movimentos limitados a partir da meia-noite e por uma semana, período que será revisto. Além do controle da mobilidade, o número de pessoas – caso não morem juntas – é limitado a seis pessoas em reuniões familiares ou sociais, tanto em locais públicos quanto privados.

A capacidade máxima dos estabelecimentos comerciais e serviços abertos ao público também é reduzida para 50%, que funcionará até às 22h (hora local) como regra geral. Os hotéis e restaurantes e os estabelecimentos de jogos e apostas não podem ultrapassar 50% da sua capacidade no interior e 60% no exterior, não sendo permitido o consumo no bar.

*Com informações da Agência EFE